domingo, 22 de maio de 2016

Ψ Imaginação Ativa e Autocura

Como consultar o Oráculo Interior usando a Imaginação Ativa para processar a Autocura

 John Collier

*No oráculo de Delfos, dedicado a Apolo, as sacerdotisas em transe, receptivas e espontaneamente faziam profecias e curas. O  seu papel era simplesmente ser porta-voz do deus Apolo.
"Ó homem, conhece-te a ti mesmo e conhecerás os deuses e o universo."  *Inscrição no oráculo de Delfos, atribuída aos Sete Sábios (c. 650 a.C.-550 a.C.)
*Carl Jung desenvolveu uma técnica que chamou de Imaginação Ativa que permite que qualquer pessoa possa consultar o seu próprio oráculo interior.

* Imaginação Ativa é um processo de dialogar conscientemente com nosso inconsciente, assim refere Jung:
"para a produção desses conteúdos do inconsciente que se encontram, por assim dizer, imediatamente abaixo do limiar da consciência e, quando se intensificam, são os mais propensos a entrar em erupção de forma espontânea para a mente consciente". 

*Ou seja, temos que permitir que o inconsciente fale através de nós, alternando os conteúdos conscientes e inconscientes de forma totalmente receptiva e espontânea.

*A visualização persistente provoca mais energia e aumenta a probabilidade de concretizar o seu desejo e requer:
1. Disposição: a técnica deverá ser sistematicamente seguida e assimilada (duas a três vezes ao dia).
2. Especificidade e Intenção: O seu objetivo precisa ser explícito, a imagem não pode ser ambígua, simplifique, pode desenhar ou criar um código próprio.
3. Visualização: Se o coração estiver harmonizado com o  espírito muita coisa será revelada. Visualizar é ver Imagens na nossa mente. Concentrar, pensar e sentir. O pensamento é a matriz ou o projeto, os sentimentos fornecem a energia, a eletricidade.
4. Pratique o desapego após o quadro estar completo em sua mente libere... Sussurre uma palavra de fechamento: Amém, Assim Seja, Está feito!

*Inicie o processo com Reverência - Tal como acontece com todos os sistemas oraculares.

*Aquiete-se... encontre um tempo e um lugar onde você pode estar sozinho para acalmar sua mente.

*A parte central da autocura é compreender que lições você está aprendendo com a sua doença.

*Os acontecimentos em nossa vida não acontecem por acaso, eles acontecem por uma razão, e entender isso é o começo para tomarmos o controle de nossa vida transformando-a.
*Pense que não há ninguém julgando você, logo não se julgue!

*Acredite profundamente que você pode recuperar ou saber lidar melhor com a sua condição de saúde atual.

*Quando descobrimos o padrão mental que está por trás de cada doença, temos a oportunidade de modificá-lo e nos curar.

*O corpo fala. Ele é como um mestre que nos avisa quando insistimos num comportamento que nos faz mal.


*Então sente-se, ou deite-se feche os olhos e fantasie o que você realmente deseja saber sobre a sua autocura, sem qualquer reserva, dúvidas ou pré- julgamentos.

 *Uma vez que você se sinta relaxado, use uma das duas maneiras básicas para acessar o inconsciente - visual ou oral.

*Sonhos: A maneira mais fácil de obter a informação que "lições sua doença está tentando ensinar-lhe",  é perguntando em seus sonhos

*Pouco antes de ir dormir, pedir de todo o coração e com determinação que você precisa aprender com esta experiência (doença).

*Você poderá obter a resposta seja em um sonho, ou então ao acordar. Por vezes levará alguns dias para obter a resposta. Não desanime!

*Seja paciente e persistente e apenas mantenha a pergunta até que a informação venha até você.

*Escrita Automática: Esta técnica também costuma fornecer informações mais complexas e detalhadas.

*Escolha um momento em que você está relaxado, alerta, calmo, e não será interrompido.

*Deite-se ou sente-se, como você preferir, com uma caneta e caderno na mão.

*Escreva as suas perguntas e as respostas que eles vêm na forma de um diálogo, pergunte ao seu corpo falar com você.

*Por exemplo, você pode começar desta maneira: "Meu corpo, você poderia vir e conversar comigo? Estou realmente tentando estar receptivo agora, e eu quero ouvir o que você tem para me dizer. Eu estou tentando entender porque eu estou doente; pode por favor falar sobre isso?"

*Você deve perguntar ao seu corpo para falar com você usando suas próprias palavras e sentimentos.

*Continue escrevendo, continue persuadindo, até você sentir uma resposta se formando em sua mente, e, em seguida, registre-a.

*O truque  é concentrar sua atenção sobre o ato de escrever, como quando você está tomando notas em uma sala de aula, de modo quenão haja espaço para a dúvida, a hesitação, medo...  continuar escrevendo.

*Envolva-se inteiramente nesta tarefa e, eventualmente, você vai começar a receber uma resposta. É realmente tão simples e direta que você não vai acreditar.

*Note-se que quando uma pessoa faz a escrita automática, pela primeira vez, as respostas tendem a sair espécie de incipiente, siga... é assim mesmo...  escrita compulsória. Não se preocupe se faz sentido ou não.

*Normalmente em automático algumas palavras ou frases surgem em sua mente um pouco mais rápido do que você pode escrevê-las, às vezes você pode obter parágrafos inteiros de uma só vez.

*Você também pode ver imagens aparecerem na sua mente, ou chegar a 'flashes' de cenas oníricas. Anote-as, sem crítica sem julgamentos. Grave tudo isso porque é tudo relevante, mesmo que algo possa não fazer sentido no momento.

*Se nada vem à mente em resposta às suas súplicas, ou se tudo o que vem à mente é  jargão, é possível que você esteja bloqueando o fluxo de ideias.

*Sua mente consciente em seu esforço para boicotar o processo pode dizer: "Isso não está funcionando" ou  "Eu não estou fazendo a coisa certa"... Não caia na armadilha!

*Continue tentando, continue escrevendo, mesmo que tudo que você recebe é conversa fiada. Somente a confiança pode abrir-lhe o suficiente para escrever automaticamente, caso contrário você se verá emaranhado-se com a dúvida.

*Se você está bloqueando, tente trocar para a mão não dominante. Mantenha-se na escrita, e em algum momento sua mente consciente vai relaxar seu controle e você vai começar a escrever automaticamente.

*Em seguida, basta escrever o que seu corpo lhe diz, pedindo a todas as perguntas que quiser ao longo do caminho. Você pode se surpreender com as respostas!

*A maior surpresa será, provavelmente, que você mesmo chamou a sua doença até você e que ela não veio "por acaso"... e por que razão você fez isso a si mesmo... 
 "o que estou tentando aprender com esta experiência"???

*Você também pode pedir ao seu corpo para obter informações específicas a respeito de dieta, exercícios, para acelerar o seu processo de cura, manter-se cheio de vitalidade, peso ideal....

Fonte: Robin Robertson - Como consultar o oráculo Interior usando a imaginação ativa
Ψ Fatima Vieira - Psicóloga Clínica

Nenhum comentário: